DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS HUMANAS – FFP/UERJ

Histórico do Departamento de Ciências Humanas

Em 1973, a Faculdade de Formação de Professores, então abrigada no Centro de Treinamento de Professores do Estado do Rio de Janeiro, oferecia o Curso de Licenciatura em Estudos Sociais, que, posteriormente, deu lugar às Licenciaturas Plenas de História e Geografia, e aos Departamentos de Geografia e Ciências Humanas, este último responsável pela coordenação do Curso de História. Em 1991, ano em que a Faculdade se incorporou à Universidade do Estado do Rio de Janeiro, foi implantado o currículo da graduação em História. A partir de 2005, tivemos a implantação do novo currículo vigente. O curso pode ser completado no mínimo em 4 anos e, no máximo, em 7, funcionando nos turnos Tarde e Noite. Está estruturado em regime de créditos, por semestre, constando do total de 196 créditos, sendo 168 obrigatórios, entre disciplinas teóricas e práticas, e 28 eletivos, entre restritas e universais. São oferecidas 40 vagas por semestre no vestibular, totalizando 80 vagas. Em 1997, a relação candidato-vaga para o curso de Licenciatura em História era de 2,84 candidatos; em 2000, a relação foi de 9 candidatos para cada vaga. Em 2010, 232 candidatos disputaram 80 vagas. O curso, atualmente, tem em torno de 430 alunos matriculados.


O corpo docente do Departamento de Ciências Humanas compõe-se de 17 professores efetivos, 16 dos quais em regime de 40 horas. A partir de 1993, o quadro de docentes vem se renovando, em função dos concursos públicos realizados, mas conta também com um número variável de professores substitutos e ainda possuiu dois professores visitantes, incorporados em fevereiro de 2010.


Os professores pertencentes ao Departamento de Ciências Humanas desenvolvem atividades também no âmbito de pesquisa e extensão. Os vários projetos têm sido desenvolvidos através do apoio institucional expresso, sobretudo, mediante bolsas e financiamentos concedidos pela própria UERJ, pelo CNPq e pela FAPERJ. As atividades de pesquisa procuram relacionar temáticas e conjuntos de questões que têm despertado tanto a curiosidade e dúvidas dos alunos quanto do campo acadêmico, mostrando o desenvolvimento de um processo permanente de atualização do discurso científico.


Em 1998, a Deliberação 04/97 da Reitoria aprovou o Curso de Especialização em História do Brasil (Pós-Graduação Lato Sensu), tendo como clientela professores do ensino fundamental e médio que buscam retomar o contato com a universidade e professores recém formados que objetivam um aprofundamento de sua formação. Este curso, no entanto, está suspenso desde 2005.


Em 2006, o Ministério da Educação aprovou a proposta do Departamento de Ciências Humanas para a criação de um Programa de Pós-graduação em História Social, recomendado pela CAPES com nota 3, que até então vem tendo grande procura por parte dos graduados em História e algumas áreas afins.


Finalmente, em fins de 2007, o DCH teve aprovada a Especialização em Gestão Penitenciária, em parceria com a Secretaria de Estado de Administração Penitenciária e a Escola de Gestão Penitenciária, sendo curso pioneiro no Estado do Rio de Janeiro por estar inserido numa perspectiva de formação crítica do profissional vinculado ao sistema prisional, tendo como referência as diretrizes do DEPEN (Departamento Penitenciário Nacional) e do Ministério da Justiça.


Chefia: Maria Aparecida da Silva Cabral
Sub-chefia: Ana Maria Santiago
Coordenação de Graduação: Ana Paula Barcelos Ribeiro da Silva
Secretaria: Gilson Mamede de Souza Rodrigues

Coordenação da Pós Graduação strito sensu – Mestrado: Luis Reznik
Coordenação Adjunta: Helenice Rocha
Secretaria: Andréia Cabral dos Santos Guimarães

 

Coordenação do Profhistória - Mestrado Profissional em Ensino de História na FFP: Helenice Rocha
Coordenação Adjunta: Carina Martins
Secretaria:

Endereço: Rua Francisco Portela 1470, Patronato - São Gonçalo/RJ
Cep: 24435-000
Telefone: (021) 3705-2227
Emails: dch.uerj@gmail.com
            mestrado.ffp.uerj@gmail.com