PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM HISTÓRIA SOCIAL

Linhas de Pesquisa

Área de Concentração:

O Mestrado em História Social do Departamento de Ciências Humanas da Faculdade de Formação de Professores da Universidade do Estado do Rio de Janeiro, campus de São Gonçalo, tem como sua área de concentração a História Social do Território. A proposta funda-se no entendimento do território enquanto espaço social que contempla desde o local até as redes globais, dos movimentos, agentes e instituições até as formas de construção, representação e apropriação simbólicas nos diversos tempos históricos.

 

Território, Relações de Poder e Movimentos Sociais

A linha compreende investigações históricas e/ou historiográficas relativas às formas de Estado, poder e grupos sociais formal ou informalmente organizados, considerando as interações políticas inter e intragrupais e identificando, no espaço e no tempo, as relações de poder como inerentes à qualquer forma de relação social. As pesquisas debruçam-se também sobre as instituições públicas e privadas, governamentais ou não, as relações cotidianas entre e no interior de diferentes movimentos e grupamentos sociais e suas formas de identidade, organização, demandas e contradições, focalizando manifestações rurais e urbanas em suas dimensões políticas, econômicas, culturais e religiosas.


Território, Identidades e Representações

A linha compreende investigações que partem do pressuposto de que o Território Social é uma comunidade imaginada em todas suas dimensões espaciais: a internacional, a nacional, a regional e a local. Do ponto de vista do recorte do objeto, a linha proporciona uma abertura para a micro-história e os microtemas, como, por exemplo, a história do cotidiano, de personagens, grupos e localidades sem aparente importância, e histórias de vida; para as constantes significações e re-significações do espaço por parte de atores e sujeitos diversos; para os processos movediços de caracterização de identidades políticas e culturais que informam a própria constituição das territorialidades sociais.

 

 Historiografia e Ensino de História

A linha compreende investigações na área do ensino da História buscando contribuir para o enriquecimento e o aprofundamento de reflexões acerca deste campo de conhecimento que vem merecendo uma crescente atenção nos meios acadêmicos. Neste sentido, as investigações orientam-se para três direções prioritárias. A primeira busca historicizar e problematizar a elaboração e veiculação de materiais e recursos didáticos  relacionados à referida disciplina escolar – entre os quais destacam-se os livros didáticos e paradidáticos -, produzidos a partir do século XIX. A segunda encontra-se pautada na preocupação em relação às condições de formação de professores de história em nossa sociedade, discutindo as especificidades e complexidades dos saberes e práticas no ensino de História.  A terceira objetiva investigar a relação entre historiografia e memória, supondo que a historiografia, ao mesmo tempo em que confere inteligibilidade à História, institui uma memória sujeita a silêncios e recalcamentos. Sendo assim, o objetivo da última direção é explicitar as escolhas do trabalho historiográfico  (situando-as também como escolhas políticas), de modo a compreender os diferentes usos do passado pelos historiadores.  Em resumo, a linha de pesquisa tem como eixo o ensino da História, focalizando os saberes e as práticas pedagógicas, assim como os diferentes usos do passado presentes nos materiais didáticos, incluindo os chamados “livros de leitura escolar”.